Home Governo de Portugal DGPC Home UNESCO
English Version

Festa dos Tabuleiros

Em Tomar realiza-se a tradicional Festa dos Tabuleiros, de quatro em quatro anos no princípio de Julho.
    
Esta Festa com origem no culto do Espírito Santo, grande devoção da Rainha Santa Isabel, mulher de D. Dinis, está fortemente enraizada em todo o território nacional mas tem em Tomar a sua festa mais simbólica e sentida. No adorno dos Tabuleiros, das casas e das ruas, encontramos flores, o pão e as espigas de trigo que são elementos típicos das antigas e tradicionais festas das colheitas.

Na Festa dos Tabuleiros, para além do tradicional Cortejo, realizam-se também o Cortejo dos Rapazes, o Cortejo do Mordomo e os Cortejos Parciais. As ruas ornamentadas pela população, os Arraiais e os Jogos Populares e a Pêza, ilustram e animam a festa ao longo de três dias.
 
No ano que se realiza a Festa dos Tabuleiros, as cerimónias só têm início no Domingo de Páscoa ou dia da Ressurreição. As cerimónias iniciam com a saída das Coroas e Pendões acompanhados com fogueteiros e músicos.

As Coroas e os Pendões são respeitantes a todas as freguesias do concelho de Tomar. O Cortejo dos Rapazes realiza-se no Domingo antes do Grande Cortejo e nele apenas participam crianças. O Cortejo do Mordomo, outrora chamado Cortejo dos Bois do Espírito Santo, realiza-se na sexta-feira antes do Grande Cortejo. Este Cortejo integra parelhas de bois à cabeça e um conjunto de carruagens e cavaleiros. As ruas da cidade são ornamentadas pelos populares e no fim é realizada uma eleição, na qual são escolhidas as ruas com melhores decorações.

O Grande Cortejo realiza-se ao Domingo, as janelas da cidade são decoradas com vistosas toalhas de brocado para receberem a passagem dos tabuleiros. O Cortejo começa sempre com os fogueteiros que se trajam de branco e uma faixa encarnada, seguem-se os gaiteiros e as bandas. Por ordem, a seguir aos músicos vem o Pendão do Espírito Santo conduzido pelo Presidente da Câmara, seguidamente os convidados de honra que transportam três Coroas e por fim Pendões e Coroas de todas as freguesias bem como os respectivos Tabuleiros devidamente ornamentados e conduzidos por pares. Os pares que levam os Tabuleiros, elas vão trajadas de branco com uma fita colorida a cruzar o peito e levam na cabeça os Tabuleiros, eles vão trajados com uma camisa branca, calças escuras, barrete ao ombro e gravata da cor da fita da rapariga.
O Tabuleiro tradicional deverá ter a altura da rapariga que o leva e é decorado com flores de papel, espigas de trigo, 30 pães de 400g cada, enfiados em canas que saem de um cesto de vime decorado com um pano branco bordado. No topo do Tabuleiro a Cruz de Cristo ou a Pomba do Espírito Santo, rematam uma coroa. No dia a seguir ao Grande Cortejo é tradição distribuir o pão e a carne – Pêza – pelas populações do concelho.

Para mais pormenores sobre a Festa dos Tabuleiros de 2011, clique aqui.

rss