Home Governo de Portugal DGPC Home UNESCO
English Version

Cortes de Tomar

A 16 de Abril de 1581 tiveram início as Cortes de Tomar onde D. Filipe II de Espanha prestou juramento como rei de Portugal, perante os três estados aí reunidos.
 
A aclamação do rei teve lugar entre o adro da igreja e o terreiro do castelo numa espaçosa barraca coberta com panos das velas. O rei, que por herança de privilégio real, desde D. João III, era também o mestre da Ordem de Cristo, havia-se instalado no convento desde 14 de Março desse ano.
 
As cortes prolongaram-se por várias semanas e, a 27 de Maio, D. Filipe I de Portugal deixava Tomar rumo a Santarém para a seguir regressar a Madrid. A sua passagem pelo Convento de Cristo ficou assinalada por obras de vulto como o aqueduto conventual, a sacristia nova e a conclusão do claustro de Torralva.
 
Na história ficou este monarca conhecido como o rei das duas coroas.

rss