Home Governo de Portugal DGPC Home UNESCO
English Version

História

A origem do castelo de Tomar está intimamente ligada aos primórdios do reino de Portugal e à presença dos Templários na península ibérica, então ocupada na maioria do seu território, pelos reinos islâmicos. Era o tempo das Cruzadas e a península, à semelhança da Palestina, era reconhecida como terra de cruzada. Nesse contexto os Templários tomam parte na formação dos novos reinos cristãos da península ibérica.
Os cavaleiros templários vieram para Portugal em 1128. Em 1159, irão receber de D. Afonso Henriques, pela sua participação nas conquistas de Santarém e de Lisboa (1147), um vasto território situado a meia distância entre Coimbra e Santarém, o Termo de Ceras. Nesta região fundaram o Castelo e Vila de Tomar. Em 1312, no seguimento das perseguições contra os Templários perpetradas por Filipe IV, rei de França, a Ordem foi extinta, pelo papa Clemente V.
Porém D. Diniz logra manter os cavaleiros e os bens dos Templários, sob o nome de uma nova ordem de cavalaria, circunscrita ao seu Reino.
Em 1319, ao fim de alguns anos de negociações com a Santa Sé, é instituída a Milícia de Nosso Senhor Jesus Cristo.
A nova de cavalaria teve o espírito e a regra idênticos aos da extinta Ordem do Templo.

Os Templários

Em 1099 Jerusalém è tomada pelos exércitos da segunda Cruzada à Palestina. Cerca de vinte anos depois, nove cavaleiros oriundos da França e da Borgonha constituem-se em irmandade com o propósito de protegerem os peregrinos nos perigosos caminhos entre o p (...)
Clique aqui para ver +

A Ordem de Cristo

A bula Vox Clamantis de Clemente V decretava, em 1312, a abolição da Ordem do Templo. Posteriormente o papa ordena que os bens desta, em toda a cristandade, sejam entregues aos Hospitalários. (...)
Clique aqui para ver +

A extinção das ordens religiosas e o Convento de Cristo

Em 1834, com a revolução liberal, as ordens religiosas masculinas foram extintas. Porém Dª. Maria II mantém a Milícia de Cristo enquanto Ordem honorífica da qual a própria soberana é o Mestre. Muitos dos bens das Ordens extintas foram vendidos em hasta pú (...)
Clique aqui para ver +

Seminário das Missões Ultramarinas

Instituído a partir de 1922, ocupou parte do Convento de Cristo, sobretudo na ala poente, Claustro dos Corvos, Claustro da Micha, Refeitório, Cozinhas, Dormitórios e Hortas exteriores. O desígnio deste seminário foi a formação de religiosos para a mission (...)
Clique aqui para ver +

rss